Oficina dos Jardins é um atelier de Arquitectura Paisagista fundado em Lisboa em Abril de 1999 por Sónia Caldeira e Inês Bordado Ferrão.

O atelier tem desenvolvido trabalhos na área do projecto e recuperação de jardins privados, jardins históricos, espaços exteriores de loteamentos urbanos, espaços públicos urbanos e área de paisagismo em planos de pormenor e planos de urbanização.

Em 2008 iniciam uma consultoria com a empresa Parques de Sintra, Monte de Lua, colaborando na recuperação e gestão do Parque da Pena. Em parceria com a empresa Extrastudio ganham em 2007 o concurso para a implementação do Plano de Praia da Légua, em Alcobaça; em 2009 ficam em 4º lugar no Concurso para o Parque Urbano de Valdebebas em Madrid e ganham o 1º prémio para a Requalificação da Ilha de Tavira, já em fase de apreciação final. Em 2013, em consórcio com as empresas Extrastudio e SPI ganham o primeiro lugar do Concurso para o projecto de requalificação da Frente de Mar da Cidade da Horta, Ilha do Faial, Açores, presentemente em fase de projecto base. Integrando a equipa do atelier RUA ganham em 2014 o concurso para a nova escola da Linhaceira em Tomar e em 2015 os concursos para os Projetos de Revitalização dos Centros Urbanos de Sacavém e Moscavide, presentemente em fase de Projeto Base.

Das obras já executadas destaca-se em 2000 a recuperação do Logradouro da Igreja da Graça em Santarém, o Parque Urbano Francisco Caldeira Cabral, em Algés, aberto ao público em 2005, a intervenção na zona desportiva de Algés, Largo Maria Leonor, inaugurado no mesmo ano. Em 2006 é inaugurado o Largo do Rossio de Pernes, em Santarém. Em 2012 é inaugurado o parque do Alto de Algés, Lisboa. No âmbito dos jardins privados o atelier tem desenvolvido nos últimos anos diversos projectos – em Sesimbra, Azeitão, Carcavelos, Lisboa, permitindo explorar espécies pouco usuais e um conceito de estrutura verde baseada no uso da vegetação autóctone.